domingo, abril 25, 2010

com esperança nas sementes esquecidas...



Sei que está em festa, pá
Fico contente
E enquanto estou ausente
Guarda um cravo para mim

Eu queria estar na festa, pá
Com a tua gente
E colher pessoalmente
Uma flor no teu jardim

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei, também, que é preciso, pá
Navegar, navegar

Lá faz primavera, pá
Cá estou doente
Manda urgentemente

Algum cheirinho de alecrim

 Chico Buarque






Foi bonita a festa, pá
Fiquei contente
Ainda guardo renitente
Um velho cravo para mim

Já murcharam tua festa, pá
Mas certamente
Esqueceram uma semente
Nalgum canto de jardim

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei, também, quanto é preciso, pá
Navegar, navegar

Canta primavera, pá
Cá estou carente
Manda novamente
Algum cheirinho de alecrim


Chico Buarque

1 comentário:

Guidinha Pinto disse...

O antes e o depois...
só para escrever que visitei os seus versos, colhi alguns e dar-lhe oa parabéns pelos conteúdos deste e do outro que ensina a fazer carrinhos de rolamentos.
Faço votos para que continue.
Fique bem.