quarta-feira, setembro 26, 2012

Epígrafe para a arte de furtar

.
(encontrado na net)


Roubam-me Deus
outros o diabo
- quem cantarei?
.
Roubam-me a Pátria
e a humanidade
outros ma roubam
- quem cantarei?

Sempre há quem roube
quem eu deseje
e de mim mesmo
todos me roubam
- quem cantarei?

Roubam-me a voz
quando me calo
ou o silêncio
mesmo se falo
- aqui d'El-Rei!


Jorge de Sena 3/6/1952
(interpretado por Zeca Afonso)

quinta-feira, setembro 06, 2012

Um sonho cego a nada

.
Remedios Varo


Prometemos
que teríamos em comum
não sermos dois, apenas um
E que as nossas almas nuas
viciadas na bruma
não fossem duas
apenas uma.

Prometemos
um sonho para lá do aterro
um sonho sem medo
um sonho semente enraizada
um sonho sem ego
um sonho cego
a nada.

Um sonho
um sonho apenas
só um
um sonho sem penas
apenas um
um sonho
realizado por nenhum.


Paulo Anes