segunda-feira, setembro 04, 2006

um só coração se ouvia embalado pelo mar

...

José Malhoa


A noite era quase dia
e o vento vinha do mar
Soltaram-se teus cabelos
antes mesmo de os tocar

Os olhos ainda fugiam
evitando se encontrar
E teu corpo de tão perto
não me deixava falar

Quanto tempo assim passou
até o céu se dourar...
Na areia quente e macia

Batendo quase em surdina
um só coração se ouvia
embalado pelo mar.


Eugénia Tabosa

2 comentários:

eccerui disse...

Coisas belas, mais uma vez. Assim é bom voltar de férias

Anónimo disse...

Gostei. Vou voltar