domingo, maio 13, 2007

Tem-me cavalgado... mas não me pôs a pensar como você!

...

Pieter Brueghel - jogo do "amocha"
(pormenor do quadro "jogos de crianças")


Você tem-me cavalgado,
seu safado!
Você tem-me cavalgado,
mas nem por isso me pôs
a pensar como você.

Que uma coisa pensa o cavalo;
outra quem está a montá-lo.


Alexandre O`Neill

Sem comentários: